Plano Urbano Lisboa Oriental (Matinha e Poço do Bispo)

Característica distintiva do urbanismo português, replicada pelo mundo fora em cidades de fundação portuguesa, é a expansão da cidade ao longo da costa à semelhança de Lisboa. O grande empreendimento da construção da exposição mundial de 98, na zona oriental de Lisboa, sobre um enorme parque industrial revelou uma cidade consolidada ao mesmo tempo que isolada. A sul, numa área de 75 hectares,  onde a cidade perde continuidade desenvolve-se um plano que a liga ao agora Parque das Nações em concordância à condição territorial única do enorme mar da palha. 

Assumindo um grande eixo de circulação em continuidade com o existente paralelo à doca, desenvolve-se um grande corredor verde ribeirinho com 200 m de largura, pontuado por grandes equipamentos públicos que se elevam do chão permitindo ver o rio e o grande passeio ribeirinho que se projecta e que culmina numa praia urbana com 1km de extensão.

Junto ao rio usufruindo das vistas circula um eléctrico ou metro de superfície fazendo a circunvalação ribeirinha da cidade de Lisboa e permitindo o seu acesso universal.

 

Localização: Lisboa, Portugal | Area:75ha