Janela para o Céu

Uma pequena capela no centro de Lisboa, palco da resistência ao Estado Novo durante a década de 70, é alvo de uma intervençao pontual. O cenário existente mostra uma mudança do local do altar, do tradicional topo axial para o centro da capela. Esta intervenção realizada anos atrás reorganizou a assembleia em torno de uma cúpula e da única abertura de luz natural. É sobre o altar que se reconfigura o lanternim exitente. Uma estrutura precária em pirâmide com vidros coloridos é substituída por um vidro horizontal, transparente, que permite agora ver as nuvens passar. Um anel em latão remata a intervenção numa ligação aos elementos dourados do interior, garantido em simultâneo a ventilação natural do espaço. Reforça-se assim a centralidade e a luz sobre o altar; cria-se uma janela para o Céu.

 

Localização: Lisboa, Portugal | Cliente: Capela do Rato, José Tolentino Mendonça | Aquitectura: João Carmo Simões com Marta Tornelli | Materiais: Latão, Vidro